Viagem low cost Bélgica – Artigo 7 Concurso

06 Jun, 2012

No mês de Maio do ano passado eu e os meus amigos partir à aventura e visitar durante 3 dias a Bélgica. A viagem começou com a Ryanair, no aeroporto Sá Carneiro bem de manhãzinha. Embarcamos entusiasmados a caminho de Madrid, e depois de uma viagem tranquila até terras de “nuestros hermanos”, onde tínhamos de fazer escala, seguimos para o nosso destino final tão desejado: Bruxelas!
 


 

Chegada a Bruxelas

 
viagem low cost a Bruxelas
 
O tempo estava tipicamente belga, o que é o mesmo que dizer que não estava particularmente convidativo, mas pouco importava, porque estávamos cheios de energia para gastar e vontade de visitar tudo!O primeiro passo à chegada foi realizar o” check-in” no 2go4, um hostel com condições excelentes e um ambiente muito bom, ao preço convidativo de 20 euros por noite.
 
Seguidamente, numa cidade grande como Bruxelas, com pontos de interesse que se encontram tão distantes uns dos outros, nada como um bilhete diário do metro para ter a certeza que podíamos chegar onde realmente queríamos. Com os nossos bilhetes “fresquinhos” decidimos começar por algo que só estava ao nosso alcance via metro, na última paragem da linha 6 – Heysel stadium: o Atomium, que também perto de onde se pode encontrar a famosa mini-Europa, ideal para os mais pequenos.
 
De volta ao metro e ao centro da cidade, o passo seguinte foi agradar ao estômago. E em tempo de férias nada melhor do que o melhor amigo do estudante… McDonalds!
 
Para começar bem a tarde nada melhor do que uma waffle sentados na Grand Place, onde demoramos o nosso tempo a comtemplar os seus edifícios impressionantes. E aproveitando o facto de estarmos perto, iniciamos a busca pelo Manneken-Pis, em bom português “o menino que faz xixi” que na verdade é bastante discreto. Só depois de regressarmos a casa ficamos a saber que o Manneken-Pis tem a sua namorada, a Jeanneke-Pis, fica para a próxima. Voltando novamente à Grand Place daí seguímos para as Galerias Reais de Saint-Hubert e para a Magnifica igreja de Sint-Michel. Visitamos também o Museu dos Instrumentos Musicais e o Parlamento Europeu foi a nossa última paragem. Regressamos ao hostel para um merecido descanso. O jantar foi bastante simples e económico, um delicioso kebab no sítio mais próximo, seguiu-se uma pequena caminhada pelas redondezas e de novo regressamos ao hostel, desta vez para dormir.
 

Visita a Gent

 
O segundo dia começou bem cedo, apanhámos o comboio de Bruxelas para Gent, uma outra cidade belga a 30minutos de viagem. Chegamos a Gent e, mais uma vez de tram, chegamos rapidamente ao centro da cidade. A primeira reacção ao centro desta cidade foi espanto… mesmo no centro da cidade encontram-se três magnificentes edifícios: as catedrais de Saint Baaf e Saint Niklas e a torre de Belfort, lindíssimos. O centro desta cidade foi o suficiente para ocupar o dia todo. Almoçamos mais uma vez no MacDonalds mas desta vez trouxemos a comida connosco e comemos sentados junto ao rio, em Graslei, desfrutando da vista para os edifícios típicos desta região.
 
À tarde continuamos a nossa visita pelas inúmeras ruas de comércio, nomeadamente pela Veldstraat, visitamos o castelo Gravensteen, a praça Vrijdagmarkt, passeamos por Kraanlei. Fomos também até Zuid e Sint Pietersplein e como a noite chegou mais rápido do que o desejado, optamos pelas melhores batatas fritas da cidade que aqui se vendem. Nada melhor do que uma cerveja belga para acabar o dia em beleza na Bierhuis. Dirigimos-nos então para o Hostel De Draeke (20.80euros/noite) para o nosso sono de beleza.
 
No dia seguinte acordamos cedo, uma vez mais para apanhar o comboio de regresso a
Bruxelas, para o aeroporto desta vez. Depois de realizado o check-in viajamos mais uma vez com a Ryanair de volta a casa.
 
Foi uma viagem inesquecível!!!
 

Artigo escrito por: Ana Tavares da Silva

 
  
Viagens relacionadas

Deixe a sua opinião




Tema WordPress exclusivo por Sybo (C) 2015 - viagens low cost – Reservar viagens baratas