Viagem low cost a Pisa – Artigo 5 Concurso

06 Jun, 2012

Desde 2010 que resolvi ser chegada a hora de me fazer aos ares para conhecer novas terras.E a partir do momento em que descobri que através da Ryanair poderia fazer-lo por preços realmente muitos baixos, passei a ser um pesquisador (quase) compulsivo no site desta companhia.Que mudou a minha vida para melhor.Então era só procurar, procurar, procurar até conseguir viagens até € 20 ida/volta: era o meu limite.E não é que se consegue !!! Claro que com algum esforço e muita perseverança.Mas eu estava decidido.
 


 

 Procura por voos low cost

 
ponte vecchio
 
Comecei por Porto/Faro por € 19,98.
 
Depois Porto/Madrid por € 14,00.
 
Em 2011 Porto/Barcelona por € 12,00.
 
E ainda em 2011 Porto/Pisa por €15,98.

 

É claro que com a prática e experiência também fui aprimorando e poupando no alojamento, alimentação, transportes, …

 

É esta última viagem que vou descrever: Toscana em 3 dias.

 

A viagem até Pisa (6ª feira) durou cerca de duas horas e a aproximação noturna ao aeroporto sobrevoando o mediterrâneo é uma experiência inesquecível. Chegada a Pisa perto da meia-noite; apanhar táxi e ir até ao hotel Santacrosse in Fossabanda reservado através da Booking.
 
Este hotel resulta da adaptação de um antigo mosteiro e trata-se do melhor local onde já fiquei: os quartos eram as antigas celas dos monges; temos direito a igreja quase privativa (lindíssima); e o pequeno almoço, divino, tomado nos claustros é de comer e chorar por mais.
 
No 1º dia (sábado) visita à cidade e claro à Torre, ao Duomo e ao Batistério: os 2 últimos visitei e fiquei deslumbrado, a 1ª o orçamento já não dava.
 
Pisa: cidade de média dimensão, lindíssima onde não me importaria nada de viver.
 
No 2º dia (domingo) apanhar comboio para Florença.
 
Percorrer as ruas sem rumo definido até desembocar no Duomo com o Batistério ao lado: impressionante o exterior.Depois o Palácio Vecchio: é de ficar sem fôlego: no exterior e interior. Prosseguir pelas ruas e ruelas até à Ponte Vecchia, atravessá-la e encaminhar-me para o Pallazzo Pitti, outra obra fabulosa sem antes me deter no busto de Bernini e colocar um aloquete nas grades entre dezenas de outros que apesar de ser uma atividade proibida ninguém liga.
 
De repente, uma tempestade estilo tropical durante 2 horas em que não parou de chover torrencialmente, mas que importa, estava em Itália.Quando abrandou um pouco foi regressar em passo rápido até à estação onde cheguei completamente encharcado.Viagem de regresso a Pisa e para meu espanto passados cerca de 10 minutos estava inteiramente seco, tal era o calor. Chegado a Pisa tratei de encontrar um supermercado para me abastecer para o jantar e o dia seguinte.
 

Jantar de goluseimas, acabadas de comprar, no hotel com canto de grilos, badaladas do sino da igreja a cada meia-hora e caracóis belíssimos (só podia, estamos em italia e tinha chovido) a passear nas pedras do claustro. 3º dia (2ª feira) tinha obrigatoriamente que ir a Livorno cidade natal de um dos meus pintores favoritos: Modigliani mas a casa estava fechada, só com marcação.Sair da estação e caminhar durante 3 horas até alcançar o Mar de Ligúria: que paz, que sensação indescritível, qual cansaço, qual quê? Perder-me pela cidade, até encontrar uma gelataria para recompor.
 
Regresso à estação (mais 1 hora de caminho) e a Pisa.Comer uma pizza no bar da estação, recolher a mala no depósito e bora para o comboio de volta ao aeroporto.Trata-se de um aeroporto pequeníssimo mas com um volume de passageiros enorme.Mais duas horas de viagem e novamente aproximação (noturna) ao aeroporto Francisco Sá Carneiro sobrevoando o centro do Porto: imagem maravilhosa da minha cidade vista do céu, inesquecível.

 

Claro que ficou muita coisa por descrever (tenho fotos que comprovam) e por ver mas com orçamento limitado há que estabelecer prioridades.E assim vos digo que com cerca de  € 200 se consegue passar 3 dias de puro deleite num dos países mais belos da Europa.Eu sei que estamos em crise mas façam o seguinte; retirem todos os dias da vossa carteira € 1 e verão que no final de um ano terão amealhado € 365 que dá perfeitamente para uma viagem a um país europeu durante 4/5 dias; não custa nada e acreditem é compensador. Ah! É verdade se forem a Pisa não deixem de visitar a Chiesa de Santa Maria della Spina: depois me dirão.
 
Divirtam-se e conheçam(-se).
 
Artigo escrito por :

Frederico Oliveira Guedes – Ovar
 

 
  
Viagens relacionadas

Deixe a sua opinião




Tema WordPress exclusivo por Sybo (C) 2015 - viagens low cost – Reservar viagens baratas