Férias em Moscovo:o que visitar na capital russa

24 Abr, 2011

Moscovo, uma das cidades mais emblemáticas do Leste da Europa, é um destino remoto,que esteve fechado ou distante para a maior parte dos Portugueses, mas a Russia mudou muito nos últimos anos, e está agora mais aberta para fora, e com vontade de apostar no turismo, e para todos aqueles que querem descobrir o outro lado da Rússia, passar uns dias em Moscovo, é obrigatório.


viagens para Moscovo

Porquê visitar Moscovo?

Toda a cidade respira história, ou não tivesse sido palco de grandes acontecimentos em pleno séc. XX. Em parte pelo regime que ditava as regras na cidade, durante muitos anos esta cidade foi muito pouco visitada pelos turistas ocidentais. Actualmente começa a ganhar novos visitantes, que procuram esta cidade pelo seu exotismo e grandiosidade emergente no séc. XXI.

Moscovo tem muitos locais de interesse e é uma cidade com pessoas bastante acolhedoras, ao contrário do que se pensava até há bem pouco tempo.

Hoteis em Moscovo:

Para quem viaja para Moscovo, além do voo (actualmente não existem viagens low cost para Moscovo) terá ainda de gastar dinheiro no alojamento, e embora Moscovo tenha dos melhores hoteis do mundo, existem muitos bons hoteis com preços muito razoáveis, para uma cidade considerada cara.Existem hoteis muito bons como o Radisson,o Garden Ring,ou o Golden Ring, em que os preços variam entre os 100€ e os 200€ por noite.Estes hoteis estão localizados no centro de Moscovo, próximo de todas as atracções e pontos de interesse da cidade.

O que visitar em Moscovo:

Um dos pontos a visitar é sem dúvida a Praça Vermelha. Mandada construir pelo Czar Ivan III, teve como principal finalidade criar um espaço aberto a fim de se evitarem incêndios, habituais no séc. XIX, quando foi projectada. Em seu redor situam-se o Kremlin, as galerias de lojas GUM (Glavnyi Universalnyi Magazin), a Catedral de São Basílio e o Mausoléu de Lenin.

O Kremlin é actualmente a residência oficial do Presidente da República, e, ao longo da história, acolheu os príncipes e czars da Rússia. Foi construído em 1156, sofrendo várias alterações arquitectónicas até aos dias de hoje. Está rodeado por muralhas e vinte torres e, para se entrar no palácio, deve-se passar pela Torre Spasskaia, onde segundo a tradição, todos os cidadãos russos devem destapar a cabeça em sinal de respeito ao Czar e a Cristo.

A catedral Russa Ortodoxa de São Basílio foi construída no séc. XVI por ordem do Czar Ivan, o Terrível. É um magnífico monumento com nove cúpulas e cujo interior é revestido por frescos da mesma época. Mesmo em frente está situado o patíbulo, onde se executavam os criminosos da altura.

O Mausoléu de Lenin é um monumento de entrada gratuita. Na parte de trás do Masoléu existe um cemitério que acolhe algumas figuras ilustres como Stalin, Gorka ou Gagarin.

Também na Praça Vermelha é onde se encontra o Museu Histórico do Estado, erigido entre 1878 e 1883. Este museu contém colecções que vão desta a Pré-história até à Segunda Guerra Mundial. Aberto segundas, terças, quintas, sábados e domingos entre as 10h00 e as 18h00.

A Avenida Lenin é um marco histórico, ideal para passeios a pé, possibilitando a paragem por Museus como o de Paleontologia e Mineralogia; pelos hospitais Golicyn de Kazorv e Pirogov de Bove e próximo da avenida o Mosteiro Donskoi, que encerra sete igrejas de enorme beleza.A catedral da Assunção é um ponto obrigatório, não só pelos magníficos elementos iconoclásticos que encerra no seu interior, mas porque era aqui que se coroavam os czares. Data do séc. XV.

Moscovo tem muitos lugares para visitar. Imperdíveis são também o Parque de Sokolniki; o convento Novodevichy, o Museu Pushkin, com uma grande colecção de obras de Renoir, Monet, Picasso e Van Gogh; as Galerias Tretyokov cuja arte vai desde o séc. XI à actualidade; e as Catedrais da Anuciação, Assunção e do Arcanjo.

Diversão em Moscovo:

Os melhores sítios para compras e lembranças são sem dúvida o armazém GUM e a rua Arbat, com as típicas lojas russas.A capital Russa tem lojas de todas as grandes marcas internacionais, numa cidade onde o dinheiro abunda, vai poder encontrar as melhores marcas e produtos internacionais.

A vida nocturna em Moscovo caracteriza-se por muitos bares e discotecas, localizados no centro da Rússia que contam com grandes festas bem ao estilo ocidental. Se pretende economizar nas saídas nocturnas, o melhor a fazer é optar apenas por um sítio para se divertir, uma vez que o custo destes locais é um pouco elevado.

A melhor forma de deslocação pela cidade é o metro. Utilize este meio para chegar onde desejar. Tem uma rede com mais de 300 km e cerca de 150 estações. Inaugurando em 1935 a grande maioria das estações são de uma grande beleza artística que merecem um olhar atento. O preço ronda os 26 rublos (60 cêntimos) e as estações mais emblemáticas são Ploshchad Revolyutsy, Nivoslobodskaya, Kimsomolskaya, Kropotkinskaya e Mayakovskaya.

Ao planear a sua viagem à Rússia tenha em atenção alguns detalhes. É necessário obter um visto na secção Consular da Embaixada da Federação da Rússia. Por se situar no Norte da Europa e as temperaturas atingir graus negativos no Inverno, é aconselhável a visita da cidade nos meses de Primavera/Verão, entre Maio e Setembro. Mesmo durante esta época, leve na sua bagagem um impermeável e guarda-chuva, porque aqui nunca se sabe quando vai chover.

Moscovo é uma cidade de beleza e cultura inigualável, que esconde verdadeiros tesouros artísticos e que merece sem dúvida uma visita alargada por todos os apaixonados, pela História e não só. Venha descobri-lo!

 
  
Viagens relacionadas
Opiniões sobre este artigo

Deixe a sua opinião




Tema WordPress exclusivo por Sybo (C) 2015 - viagens low cost – Reservar viagens baratas